Caracterização da estrutura química e avaliação da atividade antinociceptiva de polissacarídeos extraídos da polpa de Solanum betaceum

DSpace/Manakin Repository

Caracterização da estrutura química e avaliação da atividade antinociceptiva de polissacarídeos extraídos da polpa de Solanum betaceum

Show full item record


Title: Caracterização da estrutura química e avaliação da atividade antinociceptiva de polissacarídeos extraídos da polpa de Solanum betaceum
Author: Nascimento, Georgia Erdmann do
Abstract: Resumo: O tamarillo (Solanum betaceum), conhecido também pelo nome popular de tomate de árvore, é um fruto tropical exótico nativo dos Andes, de alto valor nutricional e utilizado em diversas preparações culinárias. Na medicina popular existem relatos de seu uso principalmente como antinociceptivo e anti-inflamatório. Como não existem na literatura trabalhos que caracterizem a estrutura química dos polissacarídeos presentes no fruto e que os relacionem com propriedades biológicas, este trabalho teve como objetivo elucidar a estrutura química dos polissacarídeos presentes na polpa do fruto maduro do tamarillo, bem como verificar o efeito antinociceptivo de uma galactoarabinoglucuronoxilana purificada. Os frutos, descascados e sem sementes, foram liofilizados e moídos, e após a deslipidificação com clorofórmio-metanol (1:1), a polpa foi submetida à extrações aquosas e alcalinas (KOH 10%) sob refluxo. A partir do extrato aquoso foi isolada e caracterizada (a) uma arabinana linear (1?5) ligada (PTW-Amil), (b) uma fração péctica contendo uma homogalacturonana (HG) altamente metil esterificada (DE = 71%, e DA = 1,3%) (PPF), provavelmente com inserções de ramnogalacturonana tipo I (RG-I) contendo cadeias laterais constituídas principalmente por arabinogalactanas tipo I (AG-I), e (c) uma arabinogalactana do tipo I presente nas frações AG-I 50E e 50R, contendo uma cadeia principal formada por unidades de ?-D-Galp (1?4) ligadas, parcialmente substituídas em O-3 por unidades de ?-L-Araf. Já a partir do extrato alcalino foram purificadas e caracterizadas duas galactoarabinoglucuronoxilanas (STK-1000R e PF), contendo uma cadeia principal constituída por unidades de ?-D-Xylp (1?4) ligadas, exclusivamente ramificadas em O-2. Aquela presente em STK-1000R é menos ramificada que a encontrada na fração PF, com cadeias laterais formadas por unidades de ?-L-Araf (1?5) ligadas, ?-D-GlcpA (1?4) ligadas e terminais não redutores formados por ?-L-Araf, ?-Arap, ?-D-Galp, ?-D-GlcpA e 4-O-Me-?-D-GlcpA. A administração intraperitonial da fração STK-1000R mostrou redução significativa na contorção abdominal induzida por 0,6% de ácido acético e na fase inflamatória da nocicepção induzida por 2,5% de formalina em camunondongos, indicando que o efeito da galactoarabinoglucuronoxilana na dor é através de mecanismos anti-inflamatórios.
URI: http://hdl.handle.net/1884/29607
Date: 2013-08-06

Files in this item

Files Size Format View
R - D - GEORGIA ERDMANN DO NASCIMENTO.pdf 2.402Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account