Padronização de metodologia baseada em HPLC e detecção eletroquímica para determinação do potencial de redução plasmático de pacientes com doença renal crônica

DSpace/Manakin Repository

Padronização de metodologia baseada em HPLC e detecção eletroquímica para determinação do potencial de redução plasmático de pacientes com doença renal crônica

Show full item record


Title: Padronização de metodologia baseada em HPLC e detecção eletroquímica para determinação do potencial de redução plasmático de pacientes com doença renal crônica
Author: Batista, Giuseppe Biondi
Abstract: Resumo: Há um esforço mundial no sentido de validar biomarcadores de estresse oxidativo e os potenciais de redução dos pares tióis/dissulfetos, principalmente o par cisteína/cistina, tem sido amplamente estudado com este fim. Por este motivo, padronizar um método para avaliar se o estado redox extracelular de fato pode ser empregado para quantificar clinicamente o estresse oxidativo poderia facilitar o entendimento do papel do estresse oxidativo em estudos clínicos. Com este objetivo, es e estudo se propôs a padronizar um método baseado em cromatografia líquida de alto desempenho (HPLC) e detecção coulométrica e utilizá-lo para avaliar o estado redox plasmático do par cisteína/cistina durante a progressão da doença renal crônica, já que a doença renal crônica é uma patologia intimamente relacionada com o estresse oxidativo e necessita de um estudo mais abrangente e sistemático parase determinar quantitativamente o estresse oxidativo durante a sua progressão. Foram padronizados aspectos da cromatografia, detecção coulométrica, precipitação de proteínas, quantificação da cisteína e cistina, coleta e armazenamento do plasma. Foi utilizado plasma coletado de pacientes renais e doadores saudáveis, num total de 43 pessoas, para a análise do potencial de redução do par cisteína/cistina durante a progressão da doença renal. Os resultados demonstraram uma tendência de aumento do potencial de redução a partir do estágio da doença renal e um aumento mais significativo no grupo de pacientes em estágio 5 em diálise, sugerindo um maior estresse oxidativo nesses estágios onde a uremia sabidamente se revela mais presente. oncluiu-se a partir desses dados que o método foi padronizado com sucesso, entretanto, será necessário um número maior de indivíduos estudados para resultados estatisticamente mais relevantes no que diz respeito ao estresse oxidativo na progressão renal.
URI: http://hdl.handle.net/1884/24666
Date: 2010-10-22

Files in this item

Files Size Format View
tese completa G ... om ficha catalografica.pdf 1.687Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account