Efeito de Metilmercúrio em Células HeLa transfectadas com ADAM23

DSpace/Manakin Repository

Efeito de Metilmercúrio em Células HeLa transfectadas com ADAM23

Show full item record


Title: Efeito de Metilmercúrio em Células HeLa transfectadas com ADAM23
Author: Zacheu, Fabíola Maria
Abstract: Resumo: A família das ADAMs (Domínios Desintegrina e Metaloprotease) compreende proteínas de superfície celular localizadas na membrana plasmática e que possuem diversas funções biológicas, as quais incluem interações célula-célula e célula-matriz além de atividade proteolítica. Membros desta família possuem uma organização estrutural que incluem os domínios metaloprotease, desintegrina, rico em cisteína, semelhante ao fator de crescimento epidermal, transmembrânico e citoplasmático. O objeto de estudo deste trabalho foi a proteína ADAM23, que está expressa em altos níveis no sistema nervoso central, tanto de embriões como adultos. Na ADAM23 o domínio metaloprotease encontra-se inativo sugerindo que participe em processos de adesão, modulando a atividade de integrinas. Camundongos nocauteados para o gene da ADAM23 apresentam defeitos neurológicos severos, corroborando com a indicação da importância desta proteína no desenvolvimento do cérebro normal. Já foi demonstrado na literatura que o metilmercúrio (MeHg), um potente e largamente distribuído contaminante ambiental, responsável por vários tipos de neuropatias, é capaz de ativar outros membros da família ADAM, particularmente aqueles que ativam a via de Notch. Uma vez que o MeHg está envolvido com modificações aberrantes no sistema nervoso por interferir na sinalização das moléculas responsáveis pelo desenvolvimento normal dos neurônios e ADAM23 é ma molécula abundantemente expressa pelos neurônios e está diretamente envolvida com o desenvolvimento e funcionamento do sistema nervoso, hipotetizamos neste trabalho a possível participação de DAM23 nos processos de toxicidade mediados pelo MeHg. Células eucarióticas (HeLa) expressando estavelmente ADAM23 ectópica foram produzidas e submetidas ao tratamento com MeHg por vinte e quatro horas. Os ensaios de adesão foram executados para verificar se estas células seriam nfluenciadas ou não no seu comportamento adesivo frente às proteínas de matriz extracelular (fibronectina e vitronectina) sob a influência MeHg. Não foi observada diferença significativa nos processos adesivos quando as células foram semeadas sobre fibronectina. Em contrapartida, quando foram semeadas sobre vitronectina, um dos clones expressando mais ADAM23 (clone 22) apresentou menor capacidade adesiva, antes mesmo do tratamento com MeHg, quando comparado com a linhagem selvagem. O tratamento com MeHg reduziu a capacidade adesiva, tanto das células selvagens como do clone 13, sobre vi ronectina. A diferença nos fenômenos adesivos frente a diferentes substratos (vitronectina e fibronectina) na presença de ADAM23 sugere tanto a participação de ADAM23 no processo adesivo como a diferente escolha de receptores de ancoragem à matriz extracelular (e.g. integrinas). A diminuição na capacidade adesiva de células ubmetidas ao tratamento com MeHg apenas sobre vitronectina sugere que a interferência mediada pelo MeHg é específica para alguns tipos de componentes da matriz extracelular e seus respectivos receptores celulares.
URI: http://hdl.handle.net/1884/24492
Date: 2010-10-14

Files in this item

Files Size Format View
dissertacaoFabiola.pdf 729.0Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account